História

por admin publicado 29/11/2013 12h36, última modificação 26/11/2015 13h49

Castelo do Piauí

Piauí - PI

Histórico

O lugar Rancho dos Patos, hoje Castelo do Piauí, pertenceu inicialmente à freguesia de

Santo Antônio do Surubim, atual cidade de Campo Maior. Os primeiros habitantes ali se

instalaram no princípio do século XVIII e já em 1742, era elevado à categoria de Freguesia, sob a

invocação de Nossa Senhora do Desterro. Ao passar pelo Piauí, em visita pastoral, D. Frei Manoel

da Cruz, Bispo do Maranhão, transferiu de Piracuruca para a nova Freguesia, o seu primeiro

pároco, Padre José Lopes Pereira. Este, com apoio dos fiéis, construiu uma grande capela,

transformada na Igreja Matriz.

Em junho de 1761, Rancho dos Patos foi elevado à categoria de Vila e Sede Municipal,

com a denominação de Marvão, que se destacou na luta pela independência do Brasil. Pelo mesmo

ato, foi doado uma légua de terras, em quadro, para a formação do patrimônio.

Em 1890, teve o nome mudado para Vila de Castelo. Em 1942, por força da legislação

federal, que proibia a duplicidade de topônimos das cidades e vilas brasileiras, Castelo voltou a

denominar-se Marvão. Em 1948 passou a chamar-se Castelo do Piauí, e foi elevado à categoria de

Cidade, instalando-se em 1949.

O nome Castelo tem origem na existência, no município, às margens do Rio Poti e Rodovia

PI-115, de uma pedra em forma de castelo.

 

Gentílico: castelense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Marvão, por provisão de 27-11-1742.

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Marvão, pela carta

régia de 19-06-1761, desmembrado de Campo Maior. Sede na atual vila de Marvão. Instalado em

13-09-1762.

Pelo decreto estadual nº 20, de 27-03-1890, o município de Marvão passou a denominar-se

Castelo.

Pela lei municipal de janeiro de 1909, são criados os distritos de São João e Tapuió.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município já denominado Castelo é

constituído de 3 distritos: Castelo, São João e Tapuió

Pela lei estadual nº 113, de 18-10-1930, desmembra do município de Castelo o distrito de

Tapuió. Elevado à categoria de município com a denominação de São Miguel do Tapuió.

Pelo decreto estadual nº 1279, de 26-06-1931, o município de São Miguel do Tapuió é

extinto, sendo seu território anexado do município de Castelo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Castelo é constituído

de 2 distritos: Castelo e São Miguel do Tapuió. Não figurando o distrito de São João.

Pelo decreto estadual nº 1589, de 04-10-1934, desmembra do município de Castelo o

distrito de São Miguel do Tapuió. Elevado novamente à categoria de município

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído

do distrito sede.

Pelo decreto-lei estadual nº 754, de 30-12-1943, o município de Castelo voltou a

denominar-se Marvão.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município já denominado

Marvão é constituído do distrito sede.

Pela lei estadual nº 169, de 08-10-1948, o município de Marvão passou a denominar-se

Castelo do Piauí.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município já denominado Castelo do Piauí

constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

 

 

Alterações toponímicas municipais

Marvão para Castelo, alterado pelo decreto estadual nº 20, de 27-03-1890.

Castelo para Marvão, alterado pelo decreto-lei estadual nº 754, de 30-12-1943.

Marvão para Castelo do Piauí, alterado pela lei estadual nº 169, de 08-10-1948.

 

Fonte: IBGE http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/piaui/castelodopiaui.pdf